sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O ENCONTRO DO DR. WLADIMIR DE TOLEDO PIZA E O DR. JUQUINHA

                
Arquivo Nenê Velloso 



Certa vez, Tio Juquinha foi denunciado anonimamente na Secretaria da Saúde da Capital Bandeirante, por prática ilegal da medicina, sendo designado para apurar a denúncia o médico da capital Dr. Wladimir de Toledo Piza. Aqui chegando, foi a Botica do Tio Juquinha, sita a rua do Comércio nº 374, hoje calçadão da avenida Dona Maria Alves. Era uma casa velha com duas portas, piso de terra batida, em mau estado de conservação, sem placa indicativa na fachada. Dr. Piza entra, se apresenta e começa o interrogatório:
- Quanto o Senhor cobra pelo remédio?
- Nada Doutor, a maioria do povo não pode pagar então paga quem pode.
- E há quanto tempo o senhor pratica a homeopatia?
- Há mais ou menos 40 anos.



O Dr. Piza deu por encerrado o interrogatório e, levando o Tio Juquinha até o centro da rua, e olhando de frente para a Botica disse:
- O senhor é um herói! E, está autorizado a colocar uma placa bem grande na fachada da sua botica, e continue fazendo isso pelo seu povo.

Tio Juquinha faleceu aos 86 anos de idade, 1870 - 1956, o atestado de óbito foi firmado pela Drª Josete Noronha Mellis, médica residente do Posto de Puericultura de Ubatuba de 1952 a 1958. Causa mortis - Sem Assistência Médica.
E para aqueles que não sabem, o Dr. Wladimir de Toledo Piza é natural da cidade de Serra Negra, SP, faleceu em 1999, aos 94 anos. Era médico pediatra, foi deputado e prefeito de São Paulo em 1956. Em Ubatuba, era proprietário de vários imóveis: no canto sul da praia das Toninhas, no Centro a Prainha, no Itaguá praia do Tenório e parte da praia Vermelha ou (praia Vermelha do Tenório), Perequê-Açú e outros. Foi o principal articulador pela candidatura de Ciccillo Matarazzo, a prefeito de Ubatuba. Depois de Ciccillo eleito, Dr. Piza se tornou o homem forte, o braço direito, assessor do prefeito Matarazzo.
A 3ª farmácia homeopática era de propriedade do farmacêutico Sr. João Manoel Gonçalves, pai do Sr. Geraldo Gonçalves ou Seu Adinho, como era conhecido. A farmácia foi instalada na Rua do Comércio, anos depois fechou, e no local foi instalada a Casa Jehú.
[Clique aqui para acessar a listagem dos textos (já publicados) da série Construindo o passado IV - Anjos da saúde.]

Nota do Editor: Francisco Velloso Neto, é nativo de Ubatuba. E, seus ancestrais datam desde a fundação da cidade. Publicado no Almanak da Provícia de São Paulo para 




FONTE :  http://www.ubaweb.com/revista/g_mascara.php?grc=35030

Nenhum comentário: