sexta-feira, 15 de agosto de 2008

CONHEÇA DR. ESTEVES DA SILVA

O Dr. Esteves (1848 - 1901)
Recentemente reaberto, após reforma e reestruturação, o Museu Histórico de Ubatuba, na Cadeia Velha, merece uma visita. Visita feita com calma, como deveriam ser todas as visitas aos museus Dentre os tantos assuntos ali enfocados, mereceu minha especial atenção a mostra de alguns raros exemplares de originais do jornal ECHO UBATU-BENSE. Fundado no final do século 19 pelo médico e professor Dr. Diogo Esteves, o ECHO foi o primeiro jornal da cidade, e muito provavelmente um dos primeiros do interior do Brasil.Uma das tantas criações de Diogo Esteves.- Quem foi mesmo o Dr. Esteves?Natural do Rio de Janeiro, onde nasceu em 1848, Diogo Esteves da Silva se formou primeiro como professor, só vindo a se graduar em medicina em 1879, com 31 anos de idade. Formado, começou a clinicar no Rio de Janeiro, mas por pouco tempo. Em novembro de 1880, por questões de saúde, se transferiria para Ubatuba; tinha ficado tuberculoso.Sobre esta mudança, diz Felix Guizard F º, no seu livro “Ubatuba”:“Foi obedecendo aos conselhos e a indicação do sábio mestre Torres Homem, que (o Dr. Esteves) procurou Ubatuba como estação sanitária/.../ a cidade era reputada das melhores localidades para os tocados pelo terrível bacilo da tuberculose.”Diogo Esteves foi um agente modificador da acanhada Ubatuba de então, que na época contava cerca de oito mil habitantes e, nostálgica, vivia das lembranças de passadas glórias dos tempos do café, época de luxo e esplendor no vale do Paraíba e litoral norte, definitivamente encerrada com a inauguração da ferrovia que ligava São Paulo ao porto de Santos.Dentre as dívidas que Ubatuba tem para com o Dr. Esteves, vale lembrar1881: fundação da escola noturna “Atheneu Ubatubense”, onde Esteves foi diretor e professor, além de ter elaborado textos técnicos e apostilas para os jovens estudantes;1891: na principal revista médica brasileira da época, o BRAZIL MÉDICO, publica dois artigos sobre problemas de saúde em Ubatuba:BRAZIL MÉDICO 22/abril/1891: Apontamentos sobre a cidade de Ubatuba;BRAZIL MÉDICO 22/maio/1891: Doenças mentais na cidade de Ubatuba.1891: Diogo Esteves faz publicar no Rio de Janeiro o livro “Ubatuba médica: apontamentos de geografia, clima-tologia, história natural e patologia local”, com 102 páginas. Um exemplar original dessa raridade pode ser consultado no Instituto Histórico e Geográfico, próximo à Praça da Sé, em São Paulo, onde está arquivado sob o código 918.161 / U 12 S.Neste texto, muito bem escrito, o autor traça um amplo painel das condições de vida da população de Ubatuba no final do século 19. Felizmente, este trabalho de Diogo Esteves foi transcrito, integralmente, por Guizard F.º no seu livro “Ubatuba”.12/10/1896: data da criação o jornal ECHO UBATUBENSE, onde o médico exerce funções de repórter e redator chefe. O jornal duraria pouco mais de um ano, verdadeiro recorde naqueles tempos!1898: eleito deputado estadual, muda-se para São Paulo, onde viria falecer em 1901. Se acha sepultado no cemitério da Consolação daquela cidade.A extensa obra de João Diogo Esteves da Silva está dispersa, muita coisa sob risco de se perder. Fica aqui a sugestão: bela e justa homenagem à sua memória seria uma exposição sobre sua vida, sua obra, seus inúmeros livros, artigos e textos.O pessoal do Museu Histórico de Ubatuba que se manifeste.

FONTE > Jornal A Semana - Ubatuba-SP

Nenhum comentário: