quarta-feira, 16 de abril de 2008

CONFIRA : 1 9 ª Parte do Livro " UBATUBA, ESPAÇO, MEMÓRIA E CULTURA"

5. AQUÁRIO DE UBATUBA

Localização

O Aquário de Ubatuba está localizado próximo à região central de Ubatuba, na Rua Guarani, 859, no bairro do Itaguá, na cabeceira da ponte sobre o rio da Barra da Lagoa de quem vem do Itaguá sentido centro.

Horário de funcionamento:

De quinta a terça-feira, das 10 às 22h - Fechando as quartas-feiras para manutenção. No verão e nas férias de Julho, costuma-se abrir todos os dias.

Nem as mais de oitenta praias e ilhas de Ubatuba, apesar do maravilhoso visual que suas águas cristalinas e rica fauna marinha, podem proporcionar aos nossos olhos um espetáculo como o do Aquário de Ubatuba, inclusive àquelas pessoas inexperientes e sem condições da pratica de mergulho ou por ter receio do mar, a oportunidade de ver bem de perto tantas maravilhas exóticas do fundo do mar. Para isso, o Aquário, com toda sua infra - estrutura e qualidade de um empreendimento privado, oferece aos visitantes e turistas, como à toda família, estudantes e curiosos a oportunidade de conhecer de perto o mundo fantástico e complexo da vida marinha.

Entre tantos animais exóticos e coloridos da fauna marinha local, o Aquário de Ubatuba traz para nosso conhecimento animais da fauna marinha dos mares. Este atrativo artificialmente construído tem como objetivo educar e conscientizar a população acerca da riqueza marinha e assim poder promover o turismo de preservação. O Aquário de Ubatuba possui exemplares exóticos da fauna que são adquiridos e importados legalmente junto ao IBAMA. Por esta razão, o Aquário não possui nenhum animal ameaçado de extinção, como as tartarugas marinhas e corais que recriam o habitat do fundo do mar. Animais como espécies típicas de recifes e corais, graciosos cavalos marinhos, moréias, o peixe morcego, o peixe leão, o tubarão lixa e até um tubarão leopardo do Oceano Pacífico fazem parte desta riquíssima coleção. Além claro dos animais das proximidades, das nossas praias como: garoupas, baiacus, lagostas, budiões; entre outros, pequenos como os límulos, verdadeiros fósseis vivos, parentes dos escorpiões e aranhas.

Estes animais de diversos tipos, tamanhos e formas somam mais de 70 espécies, entre os quais se encontram diferentes tipos de peixes, invertebrados, répteis e anfíbios. Eles são adequadamente mantidos em tanques onde os especialistas procuraram transportar do fundo oceânico todas as condições necessárias para a sobrevivência das espécies em cativeiro, proporcionando a aparência natural dos lugares submarinhos. São 15 tanques, sendo que um deles tem 80.000 litros, este é considerado o maior tanque costeiro de águas marinhas do país. Este tanque principal costuma ser freqüentemente mantido com o fim de garantir a alimentação dos peixes, nele um mergulhador pode brincar com as espécies como uma moréia e um tubarão, proporcionando ao visitante um espetáculo: lúdico, gracioso e didático.

O Aquário de Ubatuba proporciona ainda um contato direto com alguns animais da vida marinha como o ouriço, pepinos e estrelas do mar, uma diversidade de invertebrados marinhos que ficam em um tanque de fácil acesso e manuseio sendo uma das grandes atrações para crianças e estudantes em geral. Todo o percurso dentro do espaço ocupado pelas instalações do Aquário é bem diversificado. Antes mesmo de o visitante passar por estes tanques que proporcionam a proximidade com as espécies animais, os que ali chegam podem observar vários tanques, grandes aquários das mais diversificadas vidas marinhas e do ecossistema como: do mangue, uma representação do costão rochoso, o fundo arenoso, o recife de coral e os ambientes de água doce. Vários painéis luminosos completam os caminhos dentro do Aquário com explicações importantes do funcionamento do ecossistema.

O interessante do Aquário de Ubatuba é a sua diversificação e o interesse em mostrar outros tipos de animais não tão comuns da região. Por exemplo, o pingüinário, onde os visitantes ou turistas que imaginavam ver de perto um pingüim somente em ecossistemas frios, matam sua curiosidade observando os pingüins-de-Magalhães. Outro espaço reservado é do lado de fora, onde se recria o ambiente de um pequeno lago com uma espécie do jacaré, algumas tartarugas de água doce e jabotis; um tanque com piranhas e um terral com iguanas. Para completar este panorama da vida do mar, existe o Museu do Mar que contém 500 tipos variados de conchas do mundo inteiro.

O Aquário ainda possui em sua infra - estrutura uma aconchegante lanchonete, banheiros, um auditório com ar-condicionado para sessenta pessoas e também uma lojinha de souvenirs com variados produtos que levam a marca do aquário, logotipo cuja imagem é a de um meio tubarão e um meio golfinho.

É importante ressaltar a preocupação do Aquário de Ubatuba e de seus idealizadores, os senhores Hugo Gallo e Eduardo Eadwanski, oceanógrafos , em fazer deste lugar um atrativo turístico que eduque a população sobre as riquezas do mar e a sua preservação. Para eles, acima de tudo, está a conscientização ambiental. Estimular por meio da educação ambiental e pesquisa programas que visem a conservação deste patrimônio natural dos cidadãos ubatubenses. Com isso o espaço do Aquário disponibiliza salas de projeção para a divulgação de trabalhos na área de pesquisa e conservação marinha. Assim, preocupados em educar e mostrar a importância do controle do equilíbrio ambiental, juntamente com o Projeto TAMAR-IBAMA, o Aquário de Ubatuba lança campanhas como a remoção do lixo nas praias e do mar com mutirões envolvendo alunos de escolas na coleta e limpeza das mesmas. O Aquário oferece também estágios não-remunerados para estudantes universitários que desejam abraçar a vocação do mar.

O Aquário de Ubatuba foi fundado em Janeiro de 1996, sendo considerado nos dias atuais, como um dos atrativos turístico da região mais visitado, recebendo excursões de cidades vizinhas e de outras muito distantes do território nacional. Começou num espaço menor, com poucos exemplares da espécie marinha e com o passar do tempo foi adquiriu mais espaço, ampliando suas instalações. Outros tipos de atrações da biodiversidade de diversos ecossistemas da região costumam aparecer como novidade do acervo e fazer parte desta seleta variedade de animais.

Desde sua fundação mais de 70.000 alunos, estudantes de diversos níveis educacionais visitaram o local. As turmas são recebidas por monitores especializados, que durante o percurso ,acompanham e explicam dando informações interessantes e curiosas, de grande importância, provenientes da biologia e da ecologia dos ecossistemas. O projeto é inteiramente particular, sendo assim o Aquário sobrevive das entradas de seus visitantes, com tarifas especiais aos grupos e escolas que incluem a visita como parte de suas atividades curriculares e extracurriculares.

6. PROJETO TAMAR

Localização

Rua Antônio Atanásio, 273, Jardim Paula Nobre, bairro do Itaguá – próximo da região central de Ubatuba.



Horário de Visitação

Diariamente das 10 às 12 h e das 14 às 18 h.

As tartarugas marinhas eram uma espécie ameaçada de extinção, desaparecendo rapidamente por causa da captura em atividades de pesca, da matança das fêmeas e da coleta de ovos na praia.

Até mesmo os pescadores ,por falta de informação, matavam as tartarugas para comer sua carne, os ovos e vender o casco. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), em 1980, criou o Projeto TAMAR com o fim de salvar e proteger as tartarugas marinhas do Brasil. Pesquisadores empenhados em tal propósito levaram 2 anos percorrendo o litoral brasileiro para a identificação das espécies, locais de desova, períodos de reprodução e os principais problemas relativos à exploração da espécie.

O Projeto TAMAR é hoje em dia um sucesso em favor da preservação do meio ambiente entre a população caiçara de Ubatuba. As tartarugas marinhas são animais pré – históricos, viajantes por natureza, com um ciclo de vida muito longo, mas estão ameaçadas de extinção, por esta razão o Projeto TAMAR se destaca como uma iniciativa importante de interação com a natureza. Um atrativo cultural cujas instalações podem ser visitadas para conhecer esses ancestrais da espécie marinha, protegidos por uma iniciativa que envolve toda a comunidade de Ubatuba.

Este Projeto hoje está ligado institucionalmente ao IBAMA, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis, órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente
O surgimento de Ubatuba como ponto turístico de relevância no litoral Norte do Estado foi por volta da década de sessenta, segundo o historiador Paulo Camilher Florençano. Até fins da década de setenta, não existia no Brasil consciência a respeito das áreas de conservação natural.

A partir de 1991, o Projeto TAMAR desenvolve em Ubatuba, um programa de educação ambiental, pesquisa científica e ações comunitárias. Conta com a ajuda voluntária de pescadores que já salvaram e catalogaram mais de 2.500 tartarugas. No aquário abastecido com água do mar do Projeto Tamar vivem tartarugas de 4 espécies:

1) Careta – careta (Tartaruga Cabeçuda)
2) Chelonia – mydas (Tartaruga Verde)
3) Eumochelys - imbricata (Tartaruga de Pente)
4) Lepidochelys - olivacea (Tartaruga Oliva)

A Tartaruga Cabeçuda tem justamente a cabeça proporcionalmente maior que a das outras espécies. É a que faz maior número de desovas no litoral. Também é conhecida pelo nome de Tartaruga Mestiça, tem o dorso marrom e o ventre amarelado, seu casco mede aproximadamente um metro de comprimento e pesa cerca de 150 Kg ainda que alguns exemplares cheguem a 250 kg. A Cabeçuda se alimenta de peixes, camarões, caramujos, esponjas e algas. Possui poderosas mandíbulas com as quais tritura conchas e carapaças de moluscos e crustáceos.

A Tartaruga Verde alimenta-se exclusivamente de algas depois do primeiro ano de vida. Também é chamada de Aruanã, tem o casco castanho esverdeado ou acinzentado chegando a medir cerca de 1,20 m de comprimento. Pesa em média 250 kg., podendo atingir 350. No estado juvenil pode ser vista com facilidade ao longo de todo o litoral brasileiro.

A Tartaruga de Pente também chamada de Verdadeira ou Legítima é considerada a mais bonita das espécies marinhas. Tem a carapaça formada por escamas de cor marrom e amarelo sobrepostas como telhas. A boca parece com o bico de um gavião e o casco pode medir até um metro de comprimento chegar a pesar 150 k. Leva o nome de Pente porque era caçada para que seu casco fosse usado na fabricação de pentes, jóias e armações de óculos. Por esse motivo é uma das espécies mais ameaçadas de extinção. Esta tartaruga alimenta-se de pequenos habitantes dos corais e esponjas.

A Tartaruga Oliva é a menor de todas as tartarugas marinhas, medindo cerca de 60 cm e pesando em torno de 65 k. Sua caparaça é de cor cinza esverdeada, daí o nome de oliva. Alimenta-se de peixes, moluscos, crustáceos, principalmente camarões e plantas aquáticas.

A espécie verde é a mais abundante na região litoral de Ubatuba. Na base do Projeto TAMAR podem ser vistas todas estas espécies, também no seu interior há um museu com peças naturais e uma biblioteca para os interessados nestes assuntos. Os dados acima citados foram extraídos da Revista TAMAR, n° 3 de 1999, Fundação Pró – TAMAR. Criação e Editoração Eletrônica, Praia do Forte, Mata São João, Bahia – Brasil.

Ubatuba é, segundo a Revista Tamar, uma das mais importantes bases de pesquisa e conservação que o Projeto Tamar – Ibama mantém no Brasil. A base do Projeto é um dos principais atrativos de Ubatuba, e ocupa uma área de 3.600 m2, cedida pela Prefeitura Municipal no bairro de Itaguá, região central do Município. O Projeto possui uma ampla infra-estrutura de apoio: alojamento, administração, unidades de reabilitação de tartarugas, centros de visita com 4 aquários e 4 tanques de exposição; 2 terrários com tartarugas terrestres e de água doce; mostruário de réplicas, peças biológicas e painéis educativos; oficinas, biblioteca, auditório, lanchonete e loja que oferece os produtos da linha Tamar, artesanato produzido pelos índios Guarani da Aldeia Boa Vista.

O Museu Caiçara também faz parte do Projeto com cerca de 200 peças no seu acervo. Para operar com toda essa infra-estrutura física e de ações, o Projeto Tamar conta com cerca de 60 pescadores-colaboradores e uma equipe de 35 pessoas, a maioria pertencente à comunidade, incluindo a equipe técnica: veterinários biólogos e oceanógrafos, estagiários e também voluntários.

O Projeto TAMAR é reconhecido na cidade de Ubatuba pelo seu propósito de educação ambiental e integração comunitária. O dano ambiental e a pesca predatória eram a maior ameaça à sobrevivência das tartarugas marinhas, neste sentido, o Projeto TAMAR começou a desenvolver ações concretas junto às comunidades caiçaras de Ubatuba para encontrar novas fontes de renda em substituição a caça, a alimentação e a comercialização das tartarugas por parte dos pescadores, assim houve a conscientização da população baseada no princípio participativo da comunidade. O ideal ético que mediava este projeto, salvar e proteger as espécies , teve em troca, a criação de novas alternativas de subsistência apoiando a preservação da cultura popular . Além de contratar pescadores, o Projeto TAMAR e o IBAMA desenvolveram junto às comunidades projetos sociais como auxílio a creches e hortas comunitárias, ações de saúde, biblioteca, apoio em telecomunicações e outros como fontes alternativas de renda, confecções, artesanato, programas de ecoturismo e varias atividades de educação ambiental. As comunidades caiçaras são instruídas a respeito da preservação do meio ambiente através de palestras, cursos, vídeos e apoio em festas regionais. Boa parte dos recursos são angariados pela venda de produtos como camisetas, chaveiros, adesivos, bonés da linha TAMAR.

O potencial deste atrativo selecionado é abrangente e efetivo, segundo depoimento dos próprios moradores de Ubatuba, pois envolve o natural, o histórico e o cultural, promovendo o turismo na sua variante de Ecoturismo.


O livro : " UBATUBA , ESPAÇO, MEMÓRIA e cultura "

Editado em 2005, pelos autores :
Juan Drouguet e Jorge OTávio Fonseca,
pode ser encontrado na
BIBLIOTECA MUNICIPAL DE UBATUBA
Praça 13 de Maio, 52 - Centro

Um comentário:

Fragmentadora de Papel disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Fragmentadora de Papel, I hope you enjoy. The address is http://fragmentadora-de-papel.blogspot.com. A hug.